Publicado em Categorias Poesia

Os dias já não são bons
A saudade
Me condenou ao exílio

A tristeza
Despedaça
O completo do meu ser

A cada dia que passa
Me esvazio
Da vontade de viver

Eu, que nem enchia
Os olhos…
Agora, qualquer desagrado
E uma cortina de lágrimas
Se estende de mim

Todos os dias
No meu despertar
Gloomy Sunday toca em minha cabeça
E eu me pergunto
‘Será que os anjos ficariam com raiva
Se eu me juntar a você?’

Publicado em Categorias Poesia

Houve um dia
Em que este poeta
Que vos escreve
Conheceu uma bela moça

O primeiro olhar
Inesquecível
A vontade me habitava
De cortejar
Tal formosa dama

Ah, o primeiro encontro!
O começo da minha vida
Tantos sorrisos
Tantos que me preencheram
Por completo
Completo tal qual
Eu nunca fora

Mas o primeiro beijo
Este sim nos condenou

Sentenciados à vida de amor
Encarcerados pelo desejo.

Publicado em Categorias Poesia

Por Jackson Melo

É domingo
E todos já estão de pé
Logo pela manhã
Algo está errado?
Não, é dia de festança
Aqui no pé da Serra

Alegria se vê no sorriso
De cada um que aparece por aqui
Gente simples e feliz
Que não troca essa vida
Por nada nesse mundo

O suor do trabalho
Na colheita e criação dos animais
Se vê na mesa que se estende com fartura
Cada um traz um pouco de sua casa
E os vizinhos
E amigos
Logo preenchem o nosso pedaço de chão
É gente que não acaba mais

Já se escuta o estalo
A primeira das cervejas
E um grito do compadre
Agora, diz ele, é que a festança começou

Nas rodas de conversa
Entre um gole e outro
Na cachaça
Se ouve um causo
Ou uma mentira
Tanto faz
Mas o importante é a prosa
De quem não se vê
Há muito tempo

Um dia só
É muito pouco
Mas é o que temos
Então
Chega de enrolar
Pega um copo e uma gelada
Vamos aproveitar
Que amanhã já é segunda
E logo cedo
Todos nós vamos trabalhar.