Publicado em Categorias Poesia

Todos os dias
Ele andava
Transitava
Entre corações alheios

Observava
Onde quer que estivesse
E contava em versos
Amores dos outros

Mas um dia
Sem que ele
Pudesse prever
O alvo foi seu coração

E o tiro certeiro
Foi um sorriso
O sorriso daquela
Que venceu o seu olhar

Agora
Ele abandonou
O posto de observador
E se lançou ao sorriso
Para que os versos do seu amor
Este poeta pudesse lhes contar.

Jackson Melo

Publicado em Categorias Poesia

A dor mal cabe no peito
Tamanha é a tristeza,
E a alegria, minúscula
É do tamanho de um instante
Se perdendo por entre os dedos

A tristeza é maior do que a gente
É um fardo pesado,
Que se arrasta sofrendo
Ou que nos afunda no mar

Ela às vezes sucumbe o homem
Hora ou outra se alimenta de nós
Às vezes, dos outros ela vem
Sem cerimônia me refém
Numa bússola sem norte

Será ela que desgasta nossa alma
Assim como os anos em meus ossos?

É um vício, já disseram
Está nos versos, nos poemas
Nas músicas, nos dilemas
No sistema nervoso central

Na central da minha vida
Pequena e sentida.

Alex Ribeiro

Publicado em Categorias Poesia

Havia um poeta
Pintava versos
Sobre as pessoas
Na tela de seu livro
Ele pintava
Uma história

Fazia planos
Sem pensar
Em mais ninguém

Até que ela apareceu
Uma surpresa,
Um achado,
A maravilha
Em carne e osso

Motivo
Da sua alegria
E sua raiva
Também

Tolo deste poeta
Pintando a vida alheia
Com seus versos
E agora
Sua amada
Com um pincel
E seu destino inteiro
Em suas mãos.