Tristeza

A dor mal cabe no peito
Tamanha é a tristeza,
E a alegria, minúscula
É do tamanho de um instante
Se perdendo por entre os dedos

A tristeza é maior do que a gente
É um fardo pesado,
Que se arrasta sofrendo
Ou que nos afunda no mar

Ela às vezes sucumbe o homem
Hora ou outra se alimenta de nós
Às vezes, dos outros ela vem
Sem cerimônia me refém
Numa bússola sem norte

Será ela que desgasta nossa alma
Assim como os anos em meus ossos?

É um vício, já disseram
Está nos versos, nos poemas
Nas músicas, nos dilemas
No sistema nervoso central

Na central da minha vida
Pequena e sentida.

Alex Ribeiro

Autor: Alex Ribeiro

Ator da Cia de Teatro Assisto Porque Gosto, psicólogo, poeta e cantor.

Deixe um comentário